Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Silver Wing

The Silver Wing

Sonha menina, mas sonha muito!

Sonha menina, Mas sonha muito!Dizem por aí que so

 

 

Já alguma vez pensaste que todos os teus sonhos podem ser reais? Já alguma vez acreditaste neles? Já alguma vez experimentaste testar os teus limites em busca dos teus sonhos? 

 

Estas são as perguntas que muitas vezes coloco a mim mesma. Se por um lado, nunca fui uma pessoa de ter grandes sonhos, por outro, a vida tem me ensinado que tenho de ter muito cuidado com aquilo que sonho...

 

Cada vez mais, tenho presente em mim a ideia que os sonhos só fazem sentido quando me fazem feliz... Nunca sonhei com riqueza, nem quando era criança, sonhava em viajar pelo mundo e ter muitos(as) amigos(as)... Na verdade, não viajei tanto quanto queria, mas por opção própria, e as amizades reais são, nos dias de hoje, cada vez mais escassas de se encontrar. Por isso, fui adaptando os meus sonhos à minha realidade! 

 

Hoje sonho cada vez com mais consciência, mas tenho em mente grandes sonhos para mim. Se não sonhasse, a vida não teria uma direção, seria arrastada pelos ideais de outros. Por isso sonho, e sonho muito, e sonho em grande!!

 

 

 

 

 

 

 

 

As quedas

Quedas.png

 

 

Muitas quedas que temos na vida, não são de todo, previsíveis! Se bem que há quedas que, mais cedo ou mais tarde, nós já estaríamos à espera... Infelizmente, o verbo "cair" está sempre presente na nossa vida e não devemos encará-lo como uma falha, mas como aprendizagem.

 

A minha vida recentemente levou uma volta de 180 graus. Parece que recuei dez anos e voltei à fase inicial onde comecei a idealizar os meus sonhos, como casar, ter filhos, ter casa própria... Hoje em dia, questiono tudo isto! Ter filhos, ainda continua nos meus planos (nem quero abdicar deste sonho), mas tudo o resto deixa-me a pensar se realmente me fará assim "tão" mais feliz!

 

Na verdade, dei uma valente queda! Coloquei tudo em perspectiva, todos os meus sonhos, a minha forma de enfrentar o dia-a-dia, os meus ideais, questionei até a forma como desempenhava as minhas funções mais básicas. Passei pela fase a que eu chamo "a fase da perplexidade", fase esta em que tudo é questionado, mas só terás a resposta ao longo da vida. 

 

Ainda não consegui (nem tão cedo lá chegarei) às minhas respostas, mas o tempo ajudou-me a erguer, a retomar a minha vida de forma mais calma, mais natural, reduzindo todo o ruído de maus pensamentos. Tem sido um erguer lento, quase diria parado, no entanto melhorei muito a minha postura perante mim mesma, perante a vida e perante os outros. 

 

Cair, dói e dói muito... Mas a força que te faz levantar consegue te surpreender muito também. Aquela garra, aquela vontade de gritar "Siga! A vida é para a frente!". E assim nos movemos em direção às nossas crenças, e assim nos vamos tornando mais fortes nesta caminhada!

 

 

 

 

 

Pág. 4/4

A Autora

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Instagram @thesilverwingblog

Mensagens

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D