Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

The Silver Wing

She flies with her own wings...

Tu decides!

52eb281b259435731b552249e1b48089

 (imagem aqui)

 

A vida é tua! Estás nas tuas mãos o que pretendes ser, o que queres conquistar, o que queres seguir... Estás nas tuas mãos, dizer basta a quem te magoa, a quem não te faz feliz... Estás nas tuas mãos, mudares de rumo sempre que assim o entendas, pegar nas malas e seguir o teu caminho... Estás nas tuas mãos, começares hoje ou amanhã, ou nunca começar! És tu quem decide se hoje é apenas mais um dia ou o primeiro dia para começares a acreditar que basta a tua força de vontade para seguires em frente, que no fundo tu acreditas que irás conseguir vencer, que és mais forte do que imaginas! 

 

E lembra-te, irá chegar o dia em que as luzes se irão apagar! A vida é isto, a vida é assim... um dia ela irá terminar, mas até lá faz valer a pena!

 

 

 

 

 

#3 Desafio palavras [quase] perfeitas » Melancolia

Hoje é a última quarta-feira do mês e como tal venho responder ao desafio foi lançado pelo blogue "a vida não tem de ser perfeita" ♥ (http://avidanaotemdeserperfeita.blogspot.com), da autora Cris Loureiro. A ideia é publicar um post, na última quarta-feira de cada mês, sobre uma palavra. No mês de Janeiro a palavra foi "Acreditar", em Fevereiro surgiu a palavra "Magia". Em Março a palavra é Melancolia! 

 

sorri

 

Quando penso na palavra melancolia só penso em lembrança e nostalgia! Vêm-me à memória o passado, as pessoas com as quais tive o prazer de me cruzar e outros tantos momentos que nunca irei esquecer... 

 

Começo a acreditar um pouco no destino, as pessoas que se cruzam no nosso caminho não é por acaso que chegam e também não é por acaso que saem da minha vida... E é aqui que entra o meu estado melancólico, recordo com saudade uma grande parte do meu passado, da minha infância, da minha adolescência, até do meu casamento que entretanto terminou... Da maioria das pessoas ficou a amizade, não que fale com elas todos os dias, mas deixaram em mim um marca, evolui com estas amizades e com estes amores! Cada pessoa deixou em mim, um pedacinho dela e é com muito gosto que guardo apenas o lado bom destas pessoas!

 

A recordação para mim tem uma ligação à melancolia, porque sei que os momentos do passado não voltaram, mas ao mesmo tempo dá-me coragem para enfretar os novos desafios que o futuro me reserva. Acredito que o meu positivismo só atrai para a minha vida o melhor, quer sejam pessoas ou momentos, por isso, se vierem praticar o bem, façam o favor de entrar na minha vida ♥ 

 

Sê a energia que queres atrair! ♥

 

#melancolia ♥ #recordação ♥ #omelhordemim

 

#desafioaspalavrasquaseperfeitas

 

 

 

 

 

 

 

As pequenas coisas ♥

Great things (1)

 

 

Sou adepta intempestiva das pequenas coisas, dos pequenos gestos, dos momentos simples, das palavras pronunciadas no momento certo. 

 

Quando andava na faculdade, percebi realmente o conceito de "estudar"! Na verdade, eu não sabia estudar até ter entrado para a faculdade... Fui-me apercebendo que só aos poucos conseguia interiorizar os conceitos que me eram ensinados nas aulas e fazia questão de os perceber, demorasse o tempo que fosse necessário... Aprendi também a dar tempo a mim mesma, colocar tarefas impossíveis em tempo limite, comigo nunca funcionou. Fazia um plano com o que devia estudar para os exames e seguia-o à risca, tão à risca, que nunca me distraia com nada, rigorosamente nada. Nunca fui aluna de excelentes notas, sempre fui mediana, mas sempre fiquei contente com o que consegui alcançar. 

 

Na vida e no trabalho, este processo funciona exatamente da mesma forma... Se quero emagrecer, faço um plano com vários cenários, menos 1kg por semana, menos 0,5kg por semana.... vou testando! Todas as semanas, no ginásio ou nas aulas procuro ir um bocadinho mais além... e tem resultado! Se quero poupar dinheiro, faço também um plano, novamente com cenários alternativos e fico fula quando algum gasto extra me estraga as contas (mas faz parte!). 

 

Sou metódica, rotineira, persistente e um tanto perfeccionista. Acredito piamente que os pequenos passos constroem grandes castelos, que todos os pequenos gestos podem levar a grandes amizades e, quem sabe a um grande amor. A própria vida é feita de pequenos instantes, porque não viver a vida a aproveitá-los da melhor nameira? 

 

 

#atuavida ♥ #atuahistória ♥ #oteutempo

 

 

 

 

 

És uma rainha ♥

Usa sempre a tua coroa invisível

 

E acredita que és mesmo! Move-te em direção do que mais gostas, rodeia-te de quem realmente gosta de ti, luta pelo que queres... Ser uma rainha é gostar de ti própria, é reconhecer as tuas fraquezas, é ultrapassar os obstáculos, é esquecer o passado e viver o presente, é seguir os teus instintos e o teu coração, é ser auto disciplinada ao teu ritmo e sobretudo, viver para ser feliz! 

 

♥ Torna-te a prioridade da tua vida! 

♥ Só irás falhar se nunca tentares!

♥ Sê generosa (mas sempre com os olhos bem abertos)!

♥ As opiniões não definem a tua personalidade!

♥ Sê criativa!

♥ Dá o melhor de ti em tudo o que fazes!

♥ Sorri :)  

 

 

"Life is short, my lady, buy the dress!"

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Corre, mas corre rápido...

 

Go after dreams. Not people

Quantas vezes as pessoas já te desiludiram? Quantas vezes já te apercebeste que ir atrás de alguém nem sempre foi uma boa escolha? Infelizmente faz parte de mim idealizar as pessoas e achar que todas elas têm um coração tão grande como o meu, o que nem sempre é verdade e estas expectativas perante os outros já me trouxeram muitos momentos menos bons... As pessoas desiludem, faz parte da nossa condição humana, temos que estar preparados para isso!

 

No meio deste mundo de algumas amizades e amores falsos, o melhor mesmo é seguir apenas os nossos sonhos. Os teus sonhos não te desiludem, porque são reflexo daquilo que tu realmente procuras... Independentemente se estamos a falar de sonhos mais materialistas ou menos materialistas, quem os escolhe és tu e apenas tu! 

 

Pega num papel e numa caneta e escreve os teus sonhos a curto e longo prazo, coloca-os num sítio que todos os dias possas lê-los. Todos os dias tens de acreditar no que realmente tu queres. Se lutares, cada dia estarás mais perto. Coloca a ti mesmo(a) desafios, procura em ti aquela energia que nem tu sabes que a tens, e luta, corre, esforça-te... Chegará o dia que estarás orgulhoso(a) de ti próprio(a) por alcançares aquele objetivo pelo qual tanto lutaste :) 

 

 

 

Não te deixes consumir

O que consome a tua alma, controla a tua vida

A vida é demasiado complexa...  Nos dias de hoje vemo-nos repletos de informação, de excesso de trabalho, são exigências profissionais, pessoais que gera-nos stress, deixa-nos ansiosos, com noites mal dormidas e desfoca-nos do essencial - Viver a vida e dar valor ao mais importante!  Quantas foram as vezes que já me senti assim :( já perdi a conta e bem sei que certamente não serão as únicas... 

 

No passado trabalhei numa consultora internacional com a ambição de progredir na carreira e de aprender mais. No início do projeto tudo me parecia claro e até motivante. Na altura eu pensava que dali a uns anos poderia ter eventualmente uma posição interessante e teria uma grande experiência profissional... bem errada estava :( Os dias naquela empresa tornavam-se cada vez mais exigentes e stressantes, dei por mim a ter sintomas que nunca tinha tido, como por exemplo, as mãos dormentes e tinha sempre o coração "a mil". A minha mente estava sempre a pensar no trabalho, adormecia a pensar no trabalho, acordava a pensar no trabalho. Na verdade trabalhava horas a fio, inclusive ao fim-de-semana. A minha vida pessoal estagnou, aliás parou... Este estado de alerta, levou-me a uma situação de exaustão, que só me apercebi quando entrei nas urgências do hospital...

 

Através desta experiência, hoje consigo conhecer os meus limites (cada movimento de descontentamento do meu organismo deixa-me preocupada). Não deixo que a minha mente seja consumida pelo trabalho ou por problemas pessoais. Hoje levo a vida com outro ritmo e consigo estar preparada para os desafios. Na realidade, mesmo que um desafio apareça e eu não o consiga ultrapassar, não me deixo alimentar pelo sentimento de culpa... A vida ensinou-me que não há o errado, nem o certo! Tudo depende do ponto de vista, tudo depende do modo como controlas a tua vida! 

 

 

 

 

Importância zero... preocupação mínima

The less I care, the happier I am

 

Quanto menos me preocupo com o dia de amanhã, mais calma fico... Quando menos me chateio com as atitudes de alguém, mais tranquila fico... Quanto menos me preocupo com os problemas que não são meus (como se os meus já não me chegassem), mas em paz fico comigo mesma...

 

Nunca fui uma pessoa de me meter na vida de quem quer que seja, nem nunca pensei em julgar alguém pelas suas atitudes ( se bem que às vezes, apetece-me... ). Nunca fui uma pessoa competitiva, nem nunca procurei ser a melhor em todas as atividades ou tarefas que me eram dadas... Na verdade, quando andava na escola, e até mesmo na faculdade, sempre procurei me juntar as pessoas com a mesma forma de pensar que eu e sempre me dei bem. O que me importa é ir conseguindo atingir os meus objetivos à minha velocidade.

 

Não posso afirmar que sou uma pessoa muito despreocupada (na verdade, até acho que sou um bocadinho demais), mas modéstia à parte, procuro sempre não me preocupar com o que não me diz respeito. A vida de cada um nós, só diz respeito a cada um de nós e ponto final. Se queres que a tua vida seja respeitada, então sê o primeiro a não opinar sobre assuntos que a ti não te dizem respeito... 

 

Esforço-me (muiiiitooo...) por ser despreocupada com tudo aquilo que me afeta (ou que já me afetou no passado...), não me importo com o que falam acerca de mim, nem me deixo afetar pela inveja alheia (se bem que isto julgo nunca ter acontecido). Sou feliz e acho sinceramente que não conseguiria pensar, nem viver de outra forma :) 

 

 

 

 

A cegueira da mente

Olhos inúteis (1)

 

Quantas vezes já te avisaram para teres cuidado com isto ou com aquilo, e tu ignoraste?  Várias vezes, certo? Calma, não estás sozinho(a), faz parte da vida seguir por caminhos errados, é sinal que arriscamos, que achamos que estamos preparados para se algo correr mal, agarrar com toda a força o colete de salvação... Na verdade, estamos "cegos", só olhamos muitas vezes para os benefícios que tal atitude nos pode conduzir... Depois chega aquela fase a que eu chamo "bater literalmente com a cabeça na parede"! E é aí que acordamos, mas já a asneira está a feita...

 

Confesso que ao longo da minha vida, a "cegueira" da minha mente já me traiu muito. Para ser sincera, às vezes nem é tanto a mente que me traí, é mais o coração. Mas que seria de nós se não seguíssemos o nosso coração? Que sentido teria a vida sem quedas que nos fazem abrir os olhos? 

 

Não tenho medo das quedas, nem dos altos e baixos. Quando começo a achar que os meus pensamentos não me deixam ver e viver de um modo calmo e suave, afasto-me deles, ignoro-os, vivo o presente, o agora, o hoje! Treino a minha mente para que ela não me engane, é uma luta diária, é difícil, é desafiante... Mas cada vez mais acho que não devemos dar tanta importância àquilo que nos vem à cabeça, devemos estar mais atentos aos pequenos pormenores e energia que a vida nos oferece. Importa ser é feliz :)

 

 

 

 

 

#2 Desafio palavras [quase] perfeitas » E tu acreditas em magia?

Hoje é a última quarta-feira do mês e como tal venho responder ao desafio foi lançado pelo blogue "a vida não tem de ser perfeita" ♥ (http://avidanaotemdeserperfeita.blogspot.com), da autora Cris Loureiro. A ideia é publicar um post, na última quarta-feira de cada mês, sobre uma palavra. No mês de Janeiro a palavra foi "Acreditar", este mês a palavra é "Magia". 

 

 

magia

 

 

Sabes quando no inverno vais até à beira mar, ouves o som do mar e sentes ao de leve os pingos de água na tua face?

Sabes quando vês aquela pessoa que tanto gostas e parece que se formam borboletas que vão subindo do teu estômago até à tua garganta?

Sabes quando ouves aquela música preferida e te recordas de alguém especial e sentes um arrepio inexplicável?

Sabes quando encontras algo em casa que te faz lembrar algum momento especial e ficas a viajar no tempo?

Sabes quando revês aquelas fotografias antigas e te lembras dos momentos que já passaram e não voltam?

....

 

São momentos que geram em mim sentimentos que não se conseguem explicar e fazem parte da magia da vida. Vou ao encontro deles sempre que a energia me falta, e acredito que a energia que recebo é uma dádiva do universo, que nem sempre conseguo extrair a meu favor. 

 

É o vento que corre numa noite quente de verão, é o cheiro da terra molhada, é o toque da areia do mar molhada nos pés, é a energia dos raios de sol... É o sorriso de alguém especial para ti, é o som daquela tua música preferida...

 

Eu acredito na magia dos pequenos promenores, acredito na paz que eles me transmitem e na mensagem que trazem, porque se eu não acreditasse que a vida me consegue sorrir mesmo nos piores momentos, nunca encontraria a magia que ela me esconde.  

 

 

 

 

A tua melhor versão

omelhordeti.png

 

Recentemente observei que tinha dias extremamente produtivos e tinha outros que mais valia ter ficado em casa :( Sentia-me de tal forma frustrada e não compreendia estas minhas quebras de produtividade... Confesso que tenho dias que ando meio "zombie" (ando a ver muito "Walking Dead"), que paro constantemente para refletir e olhar para a janela. 

 

Se por um lado sinto-me cansada destas quebras, por outro é-me difícil conseguir manter o equilíbrio entre o excesso de trabalho e a minha capacidade de conseguir executá-lo na perfeição. Comecei a constatar que os dias menos produtivos são aqueles onde ganho energia para os "dias de loucos" (aqueles dias em que o telefone toca, os emails chovem e os pedidos extraordinários ganham asas...). E não importa se o dia é menos produtivo, não importa a quantidade de tarefas, não importa se consegui fazer menos ou mais, mesmo sabendo que a minha avaliação de desempenho depende da minha rapidez de resposta, para mim o que interessa é a qualidade do meu trabalho, o modo como consegui dar o melhor de mim. 

 

Não gosto de associar as minhas falhas ao meu excesso de trabalho ( e odeio quem o faça...). Se falhei, terei de perceber porque falhei, não vou me desculpar com a falta de tempo. Se falhei, farei melhor da próxima vez, e tantas vezes serão necessárias para errar, quantas forem necessárias para aprender... Não importa se este ou aquele ficam chateados com o meu erro ou se me apontam o dedo (isto é outra coisa que me deixa um bocadinho fora de mim, confesso) importa é o que aprendi e o modo como vou evoluindo.

 

Dias em que parece que nada bate certo, não vou-me culpar, faz parte do percurso normal da vida, porque no final do dia tudo fica bem!  

 

 

 

 

A Autora

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D